SERVIÇOS

Serviços > Cases

Cases

Solução Inovadora Qualifica Serviço da Sabesp

Nome do Curso

A atuação da Coester trouxe mais facilidade e segurança para a operação da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) na Mooca, em São Paulo. A empresa realizou o serviço de engenharia e automação de uma válvula borboleta DN1500. O equipamento estava em um poço confinado, de difícil acesso.

A Coester fez um andar superior no local, onde instalou a automação. "Isso tornou o trabalho mais ágil e seguro. Era preciso de uma hora para abrir a válvula. Agora, isso é feito em apenas doze minutos", afirmou o gerente comercial da empresa, Lairton Berger. Outra inovação está no controle da válvula, que agora é feito de maneira remota, a uma distância de 50m.

"Com apenas um equipamento, reduzimos o tempo de operação e tornamos o trabalho muito mais prático. Temos orgulho de ter contribuído de uma forma simples, mas significativa para aprimorar os serviços da companhia”, disse Berger.

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 26.10.2017, 09h20

Coester Fornece Equipamentos para Maior Obra de Saneamento da Capital Gaúcha

Nome do Curso

A Coester Automação forneceu os 78 atuadores elétricos para a Estação de Tratamento de Esgoto Serraria (ETE). A inauguração da unidade, ocorrida em 11 de abril de 2014, marcou o início das operações do Programa Integrado Socioambiental (Pisa). Os equipamentos têm como função a motorização de válvulas e comportas da ETE.

A obra, maior em volume de tratamento financiada pelo PAC no Brasil, com investimento de R$ 672,9 milhões, beneficiará diretamente mais de 700 mil pessoas com a coleta e o tratamento do esgoto nas bacias dos arroios Dilúvio, Cavalhada e do Salso. Com o Pisa, a capacidade de tratamento dos esgotos na capital gaúcha será elevada de 27% para 80%, em 2015.

O diretor-presidente da Coester, Oskar Coester, ressaltou o orgulho de participar do projeto: “Há grandes desafios na área de saneamento no país. A nossa empresa tem se empenhado para criar condições com alto padrão de desenvolvimento tecnológico e ambiental.”

O empresário destacou também que a questão ambiental faz parte dos princípios estratégicos da empresa, tanto no planejamento como na execução dos empreendimentos. “Ambiente tecnológico e qualidade ambiental devem caminhar juntos”, avaliou.

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 26.10.2017, 09h28

ETA na Paraíba Conta com Equipamentos da Coester

Nome do Curso

A Coester forneceu 125 atuadores elétricos para a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Gramame. A obra da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) foi inaugurada no último dia 20 de junho de 2014. Trata-se da primeira etapa da Translitorânea, sistema adutor que qualificará o abastecimento na Região Metropolitana de João Pessoa.

De acordo com o gerente regional e administrativo de vendas da empresa, Regis Veit Somensi, a nova estação de tratamento trará grandes benefícios para a população local. “Há um problema sério de abastecimento na região. Essa ETA melhorará bastante essa situação, trazendo avanços muito significativos. A Coester se orgulha de fazer parte dessa iniciativa tão importante para a comunidade”, expressou. Ao todo, a iniciativa favorecerá mais de 1,5 milhão de pessoas pelos próximos 25 anos.

Com um investimento de R$ 140 milhões, a obra duplicou a capacidade de tratamento de água da barragem de Gramame, que passou de 1.900 para 3.800 litros por segundo.

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 26.10.2017, 09h43

Refinaria Abreu e Lima conta com Tecnologia da Coester

Nome do Curso

Inaugurada no início de 2015, a Refinaria do Nordeste (RNEST) ou Refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, recebeu da Coester 125 atuadores inteligentes com protocolo de comunicação Profibus. Todo o equipamento é a prova de explosão.

Foram instalados 109 atuadores em válvulas “tipo macho”, com diâmetros entre 200 e 500 mm e classe de pressão de 150 libras. Outros 16 atuadores foram acoplados a válvulas “tipo esferas”, com diâmetros entre 150 e 300mm de diâmetro e 300 libras de pressão.

Os equipamentos ficam em válvulas localizadas nos dutos que ligam a refinaria ao Porto de Suape. “Todo o recebimento e a saída de matéria-prima e produtos de via marítima passam por esse caminho”, esclarece o gerente comercial da Coester, Lairton Berger.

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 26.10.2017, 09h39

CASE REFINARIA PRESIDENTE BERNARDES - RPBC

Nome do Curso

1 - APRESENTAÇÃO DA REFINARIA:

Localização: Cubatão – SP - Brasil.
Área: 7 km2
Principais Produtos: Gasolina de aviação, diesel ecológico, gasolina Podium, componentes da gasolina da Fórmula 1, coque para exportação.
Capacidade instalada: 170 mil barris/dia.
Resumo histórico: Primeira grande refinaria construída pela então recém-criada Petrobras, a RPBC foi projetada em 1952. No esforço do pós-guerra, a RPBC atenderia 80% do incipiente mercado interno. Quando foi inaugurada, em 1955, abastecia 50% do País, que deu saltos enormes de desenvolvimento. Hoje, é responsável por 11% da produção de derivados no Brasil. Instalada aos pés da Serra do Mar, a RPBC é cortada pelo Rio Cubatão e pela mítica estrada velha de Santos, a primeira rodovia asfaltada do Brasil e imortalizada em música por Roberto Carlos.


2 - DADOS DO CONTRATO:
Início: 08.05.2003 Término: 07.05.2007
Nº de atuadores fornecidos: 604 atuadores Classificação de área: IP68 Exd IIB T6
Tipo de rede: Modbus RTU

2.1 – ESCOPO DE FORNECIMENTO COESTER:

PRODUTOS:
Atuadores Elétricos e redutores
Quantidade: 604 un
Versão Inteligente
Protocolo de comunicação: Modbus RTU
UIC NetMaster II – 12 un
Software de visualização e configuração – Navegador II

SERVIÇOS:
Adaptações especiais em válvulas existentes;
Montagem dos atuadores nas válvulas no campo.


3 – DESCRIÇÃO DA REDE DE COMUNICAÇÃO:

A Rede Flex possui duas UIC NetMaster II, uma como mestre e a outra como hot standby, em caso de falha na UIC mestre a UIC de hot standby comanda os atuadores (redundância de UIC). A UIC pode comandar até 200 atuadores na mesma rede em anel (redundância de rede).  Conforme o diagrama abaixo neste projeto existem 7 Redes Flex onde a maior possui 170 atuadores. O Software Navegador se comunica com todas as UIC's via Ethernet e pode visualizar e configurar todos os atuadores.
  

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 25.05.2012, 14h36

Case Terminal Almirante Soares Dutra – TEDUT

Nome do Curso

Diante da necessidade de automação da transferência e estocagem do Terminal Almirante Soares Dutra – TEDUT, em 8 de março de 2004 a Coester iniciou o fornecimento de 93 atuadores, adaptações e montagem dos mesmos em válvulas existentes.
A montagem dos atuadores foi realizada em conjunto com a nossa autorizada Dtecto, em um curto período de 80 dias corridos. Atualmente o sistema opera conforme as expectativas da Transpetro, com mais de 100 atuadores instalados em Rede Profibus DPV1. A rede opera dividida em 4 segmentos e engloba o sistema OSCAN, Duto Osório – Canoas.
A coordenação técnica na Transpetro foi realizada pelo Departamento de Automação – Adory Medeiros, e na Coester pelo Setor de Suporte Técnico.

 
VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 25.05.2012, 14h41

Case Refinaria Landulpho Alves Mataripe - RLAM

Nome do Curso

Case RLAM

Durante o mês de junho de 2006 foi efetuado o levantamento de campo de 142 atuadores referente ao PI 7267 e, a instalação de 08 atuadores CSR6+RR10 em válvulas gavetas 12” x 300#.
O serviço foi efetuado pelos técnicos Élio Candido e Hélio Scholles, com o apoio do pessoal da Siemens e própria Petrobras.
Para a realização dos trabalhos, são necessários treinamentos prévios na área de segurança industrial. Através destes, as pessoas são avaliadas e somente após estarem aptos poderão acessar e realizar trabalhos na Refinaria.

Conheça a RLAM

A Refinaria Landulpho Alves Mataripe (RLAM) é uma das unidades pioneiras na industria de petróleo no Brasil. Ela começou a operar em 17 de setembro de 1950, antes mesmo da criação da Petrobras, processando 2.500 barris de petróleo por dia.
Hoje, a RLAM pode processar até 307 mil barris/dia. É a segunda maior unidade de refino da Petrobras em capacidade instalada e complexidade. Seus 38 diferentes tipos de derivados abastecem os mercados das regiões Norte e Nordeste e chegam até ao exterior.
É grande sua importância para a economia do Estado. A Refinaria é a principal contribuinte de ICMS da Bahia, sendo responsável por mais de 20% dos tributos recolhidos pelo Governo estadual.
Os principais produtos fornecidos pela RLAM, são gasolina, diesel, GLP (gás de cozinha), querosene, parafina, enxofre, nafta petroquímica asfalto, lubrificantes e hexano.

 

VEJA MAIS FOTOS DO PRODUTOFoto salva em 25.05.2012, 14h47

Rua Jacy Porto, 1157 - São Leopoldo/RS - info@coester.com.br
Fone: +55 (51) 4009.4200